A história do crème brûlée

Descubra a origem do doce francês e alguns segredos que o tornam tão gostoso!

O crème brûlée, ou creme queimado, é uma sobremesa tradicional feita, basicamente, com creme de leite, ovos, açúcar e baunilha. Para finalizar, uma cobertura dura de caramelo. É o encontro perfeito entre as texturas cremosa e crocante.

De acordo com informações do livro Comida & Cozinha, de Harold McGee, a primeira referência que se tem a respeito da sobremesa vem de 1962, publicada por François Massialot em sua obra Le Cuisinier roial et bourgeois. Os espanhóis, no entanto, garantem que são os responsáveis pela criação do crème brûlée, que seria um plágio da crema catalana, supostamente criada por eles no século XVII. A Inglaterra também disputa o posto de mãe dessa delícia.

Até o início do século XX, segundo a publicação de Harold, o doce era preparado na boca do fogão, como se fosse um creme inglês, colocado na vasilha e coberto com açúcar. Para caramelizar, era utilizada uma chapa de metal quente chamada salamandra. Atualmente, a tarefa de endurecer a cobertura é feita por um maçarico. Caso você não tenha um em casa, ensinamos aqui como usar uma colher na preparação.

O gosto pelo crème brûlée se espalhou ainda mais pelo mundo após o lançamento do filme O Fabuloso Destino de Amélie Poulain, em 2002. No longa, a protagonista, após uma sequência de eventos, percebe a importância dos pequenos gestos para a felicidade do ser humano. Na lista dessas coisinhas que ela gosta e se sente bem fazendo, está o ato de quebrar acobertura da sobremesa com uma colher.

Para ter seu dia de Amélie e sentir a alegria de rachar o caramelo e se deliciar com um creme brûlée, não deixe de experimentar esta maravilha!

 

Fonte: Revista Casa e Jardim

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.